\ MINAS GERAIS \ Como um conto sufi pode ajudá-lo rever sua maneira de comunicar seus pontos favoráveis e vulneráveis.

Como um conto sufi pode ajudá-lo rever sua maneira de comunicar seus pontos favoráveis e vulneráveis.

A DIFERENÇA ESTÁ EM COMO SE FALA

Tenho refletido muito sobre os “porquês” que alguns profissionais têm bom desempenho durante os processos de entrevista e estou convicta que boa parte responsável por este desempenho está na forma como eles comunicam suas experiências, argumentam sobre seus pontos mais vulneráveis e acima de tudo a maneira como estabelecem uma relação de proximidade com o avaliador.

Como iniciei escrevendo “a diferença está em como se fala”, optei pelo conto que descrevo a seguir. Boa leitura.

“Uma vez, um sultão poderoso sonhou que havia perdido todos os dentes. Intrigado, mandou chamar um sábio que o ajudasse a interpretar o sonho. O sábio fez um ar sombrio e exclamou: “Uma desgraça, Majestade”. Os dentes perdidos significam que Vossa Alteza irá assistir a morte de todos os seus parentes”. Extremamente contrariado, o Sultão mandou aplicar cem chibatadas no sábio agourento. Em seguida, mandou chamar outro sábio. Este, ao ouvir o sonho, falou com voz excitada: “Vejo uma grande felicidade, Majestade. “Vossa Alteza irá viver mais do que todos os seus parentes”. Exultante com a revelação, o Sultão mandou pagar ao sábio cem moedas de ouro. Um cortesão que assistira a ambas as cenas vira – se para o segundo sábio e lhe diz: “Não consigo entender. Sua resposta foi exatamente igual à do primeiro sábio. O outro foi castigado e você foi premiado”. Ao que o segundo sábio respondeu: “a diferença não está no que falei, mas como falei”.

Lizete Araújo
Diretora Executiva – Véli Soluções em RH
Certificada em Coach pela International – Coach Community
lizetearaujo@velirh.com.br